Praia da Vitória

Partindo de Angra do Heroísmo, em direcção à Praia da Vitória, pela estrada periférica da ilha tendo como pano de fundo os Ilhéus das Cabras, uma passagem pela histórica Baía da Salga, Ponta das Contendas com a sua praia entre falésias, de difícil acesso e o pequeno ilhéu que lhe fica em frente, pelo Porto Novo e pelo Porto Mar­tins, com a sua acolhedora praia entre roche­dos, é hipótese a considerar. 

Na Praia da Vitória, jovem cidade com um extenso e abrigado areal que constitui uma das mais acolhedoras praias dos Açores, a riqueza do seu património arquitectónico concentra-se sobretudo nas igrejas e capelas aí existentes, não obstante a presença de outros edifícios dig­nos de realce, como por exemplo: 

  • A Igreja Matriz, fundada pelo primeiro dona­tário da ilha, Jácome de Bruges, no séc.XV O pórtico principal da Igreja da Matriz, com ar­cada de quatro arquivoltas, sendo a primeira em forma de trança de cadeia e as outras com finos colunelos e frontão triangular. No inte­rior importante conjunto de imagens dos sécs. XVI e XVII, que inclui uma rara escultura em marfim, sendo que, e guardado na sacristia, para além das peças de culto, uma imagem do Menino Jesus em alabastro. 
  • A Igreja do Senhor Santo Cristo com um interior muito singelo apresenta duas capelas-mores. Anexo á igreja um espaço museológico, onde es­tão expostas pinturas com influência flamenga. 
  • Os Paços do Concelho, interessante edifício com torre sineira e o Forte de Santa Cata­rina, um dos muitos que foram construídos para defesa da baía da Praia, são igualmente motivos de interesse. 

Do ponto de vista panorâmico, o miradouro Riviera, na ponta do Cabo, oferece excelente vista sobre a cidade e sobre a costa. 

Continuando a volta à ilha pela estrada litoral, tem o visitante a oportunidade de apreciar in­teressantes prespectivas da costa terceirense e contactar de perto com a vivência do seu povo, nas diferentes freguesias por onde passa.